Neste domingo, 31/01, às 18h, o MM Gerdau tem uma surpresa pra você! Acontecerá, no nosso lindo Prédio Rosa, uma Live musical com o ganhador do Grammy Latino 2020, na categoria Melhor Álbum de Música Popular Brasileira, Toninho Horta.

A live encerra o Festival Santa Mexidaria, que acontece em Belo Horizonte.

• Sobre Toninho Horta

Vindo de família de músicos – seu avô, o maestro João Horta foi destaque entre os compositores de música sacra e popular no período barroco mineiro – Toninho teve as primeiras aulas de violão com sua mãe Geralda, que era bandolinista, e seu irmão Paulo contrabaixista. Na adolescência compôs suas primeiras canções, acompanhando cantoras na TV Itacolomy e se destacava entre os jovens músicos de sua geração. Morando no Rio de Janeiro a partir dos anos 70, TONINHO HORTA se tornou bastante conhecido nas rodas do meio artístico, sendo admirado por todos pela sua performance bem pessoal, quando tocava a guitarra ou o violão e pelas composições inventivas com sofisticada harmonia.

No II Festival Internacional da Canção em 1967, promovido pela Rede Globo de Televisão com direção artística de Augusto Marzagão, TONINHO HORTA foi finalista com as suas músicas “Maria Madrugada” letra de Júnia Horta e “Nem é Carnaval” em parceria com Márcio Borges. No IV Festival Internacional da Canção, em 1969, no mesmo esquema do anterior, TONINHO HORTA novamente finalista com a música “Correntes” cuja letra de Márcio Borges foi censurada, tendo que fazer algumas alterações. Em 1970 integrou a banda de Elis Regina e participou da gravação do LP “Ela”. Em 1972 participou em várias faixas no LP Clube da Esquina de Milton Nascimento com os seus amigos músicos e compositores, numa variedade de instrumentos, violão, baixo, bateria, percussão e vocal. Em 1974 integrou o grupo “Som Imaginário” que ao lado de Milton Nascimento e orquestra gravaram o histórico álbum duplo ao vivo “Milagres dos Peixes”.

Dentre os nomes com os quais Toninho Horta já dividiu o palco, gravou e/ou excursionou, estão: Pat Metheny, Flora Purim, Nana Caymmi, Maria Bethânia, Rudi Berger, Jack Lee, Gil Goldstein, Ronnie Cuber, Nicola Stilo, Gal Costa, Djavan, Danilo Caymmi, Dori Caymmi, Flávio Venturini, Joyce Moreno, Tom Lellis, Alaíde Costa, Wagner Tiso, Ivan Lins, Edu Lobo, etc.

TONINHO HORTA leva na bagagem cerca de 30 discos gravados e já tocou e gravou com músicos renomados em mais de 40 países. É considerado hoje um dos maiores guitarristas de jazz do mundo, sendo muito aclamado e respeitado internacionalmente. Mais de 80 músicas foram feitas em sua homenagem por artistas em todo o mundo. Em novembro de 2017 foi homenageado na Berklee College of Music, uma das mais importantes escolas de música do mundo.

Em 2019 lançou seu mais recente trabalho, um álbum duplo intitulado “Belo Horizonte” de Toninho Horta e Orquestra Fantasma, vencedor do Grammy Latino 2020 na categoria de Melhor Álbum de Música Popular Brasileira.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *